QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DOS CUIDADOS DE SAUDE EM CASA

O apoio domiciliário é sinónimo de conforto e segurança por ser prestado em casa. A pessoa quando perde alguma independência devido ao envelhecimento, passa pelo período da sua vida de maior vulnerabilidade. O apoio domiciliário proporciona dignidade e felicidade num período tão exigente para a família.

Quando existe perda de autonomia, a primeira solução pensada é a residência sénior/lar. No entanto, o apoio domiciliário é mais cómodos para os idosos e o preço é muitas vezes semelhante.

Nos serviços de apoio domiciliário pode escolher os dias, os horários e o tipo de equipa que pretende. Pode solicitar desde 1 higiene por dia até 24h por dia, 365 dias por ano. Ao escolher a PGMP para cuidar da pessoa idosa, escolhe uma opção muito mais personalizada do que os lares/residências sénior.

Cuidar de um familiar pode ser extremamente gratificante, mas é também muito cansativo para o cuidador familiar. Num lar, a proporção de funcionários para residentes é de 1/10. No apoio domiciliário, o idoso dispõe de um cuidador exclusivo para si 24horas por dia.

Reunimos algumas das vantagens que os cuidados e serviços de apoio domiciliário poderão trazer:

São prestados em casa – a nossa casa é o nosso castelo, o nosso refúgio da tempestade. Quando estamos felizes celebramos em casa, quando não nos estamos a sentir bem procuramos o conforto da nossa casa.

Mantém as famílias unidas – não há nada mais importante do que o valor social. É particularmente importante em períodos de doença.

Ajudam na manutenção da independência – ninguém quer ser totalmente dependente ou sentir-se desamparado. Com a assistência adequada, a pessoa idosa pode manter o seu estilo de vida habitual.

Previnem a hospitalização – devido à atenção exclusiva do cuidador, ao mínimo sinal de alerta, o médico é chamado, e muitas vezes as idas ao hospital são evitadas.

Aumentam a longevidade – estudos demonstram que a cura e a manutenção/reabilitação da saúde ocorrem mais rapidamente em casa.

Na Europa, o apoio domiciliário é a regra e não a exceção.

São mais seguros – de todas as pessoas que são internadas, 20% desenvolvem uma complicação tal como a infeção.

Incentivam a liberdade do indivíduo – No lar, o ambiente é rotineiro e igual para todos os residentes. Em casa, os cuidados serão prestados consoante a vontade e a rotina das famílias.

A atenção é individualizada e especializada – o rácio de profissional e cliente é de 1 para 1, tendo em conta as necessidades específicas de cada cliente.

Envolvem o indivíduo e a família no cuidado que é entregue – o cliente e a sua família são ensinados a participar nos cuidados.

Reduzem o stress – ao contrário das restantes formas de prestação de cuidados de saúde (hospital, instituição, lar) os cuidados em casa exercem o efeito oposto.

São os cuidados mais efetivos – verifica-se um elevado índice de satisfação por parte dos clientes e família associada aos cuidados de saúde em casa.

Melhoram a qualidade de vida – não só ajudam a prolongar os anos de vida como a “prolongar a vida nos anos”, estudos demonstram que as pessoas que recebem este tipo de cuidados têm menores taxas de doença.

É a forma mais eficiente de prestar cuidados – uma vez que são personalizados: são prestados no espaço do paciente, instrui o paciente, envolve a família do paciente, reduz custos de viagem e estadias nos hospitais.

É menos dispendioso do que outras formas de cuidados – estudos demonstram que os o apoio domiciliário é menos dispendioso do que lares e ou residências geriátricas.

90% dos idosos prefere que os cuidadores residam nas suas casas em detrimento de serem institucionalizados em residências ou lares, mesmo quando estão em situação de doença terminal.

Agende uma reunião gratuita connosco e esclareça as suas dúvidas para o podermos ajudar, através do link:  https://pgmpsaude.pt/contactos/